Ford emite recall do F-150 Lightning por questões de segurança dos pneus

0
62


Ford

De acordo com a Ford, o novo caminhão elétrico F-150 Lightning está enfrentando seu primeiro recall e a empresa emitiu um recall de software para milhares de veículos devido a um problema no software de segurança dos pneus.

Reuters informa que um erro de software pode resultar em um aviso de baixa pressão dos pneus não ser fornecido corretamente ou a luz não acender, o que pode ser potencialmente perigoso. Este é um problema do sensor TPMS, mas é um erro bastante pequeno (e bobo) da parte da Ford e afeta apenas caminhões entregues com pneus de 20″ ou 22″ para todas as estações.

A montadora de Detroit diz que o valor de pressão de inflação a frio recomendado do pneu foi definido incorretamente em 35 psi, em vez da pressão de inflação correta de 42 psi. Os pneus do caminhão devem estar em torno de 42 PSI ou mais, mas a luz não acenderá até atingir 35 PSI.

O recall abrange cerca de 2.666 veículos nos EUA e 220 no Canadá. Não há acidentes ou lesões relacionadas ao recall. Além disso, isso não requer mais do que uma atualização de software pelo ar, portanto, não é um recall físico com o qual os proprietários precisam se preocupar. Isto é o que a Ford tinha a dizer:

“A baixa pressão de enchimento dos pneus pode levar a um manuseio inadequado do veículo e possível perda de controle do veículo, aumentando o risco de acidente. A Ford incentiva os clientes a verificarem os valores de pressão dos pneus correspondentes fornecidos. na etiqueta de informações do pneu e da carga localizada na parte frontal do lado do motorista batente da porta.

Os proprietários existentes serão notificados do recall por meio do aplicativo móvel FordPass a partir de hoje, 28 de junho de 2022, e a Ford fornecerá uma correção por meio de uma atualização de software Power-Up nos próximos 30 dias. É como uma atualização de aplicativo para a luz de advertência da pressão dos pneus, e é isso.

No entanto, a pressão dos pneus ainda é importante e pode levar a um manuseio inadequado do veículo ou à diminuição da autonomia, por isso recomendamos que os proprietários verifiquem o PSI dos pneus enquanto aguardam a atualização do recall.

via Reuters