o que é, características, como é feito, exemplo

0
30


Qual é o quadro contextual?

o estrutura contextual é uma seção de um projeto de pesquisa ou tese que descreve o contexto social, histórico e geográfico do objeto de estudo. Definir esse quadro limita o projeto a um prazo.

Uma estrutura contextual responde a perguntas-chave: Onde? Quando? Para que? Quem é esse? Portanto, para esclarecer esse quadro, é preciso ter clareza sobre a localização e a área de influência do objeto de estudo da tese ou projeto de pesquisa.

Ao localizar as áreas que estão envolvidas no projeto, estas não precisam necessariamente estar relacionadas a espaços geográficos, pois o contexto também inclui instituições e as áreas em que elas têm influência.

Outro aspecto importante para determinar o cenário contextual é encontrar o cenário histórico da área que está sendo estudada. Dependendo do tipo de projeto, informações diferentes são necessárias para determinar com precisão esta seção.

Características da estrutura contextual

  1. Estabelece um espaço específico, que pode ser geográfico ou temporal. Também pode ser uma combinação destes.
  2. Descreva detalhadamente o local ou ambiente relacionado ao objeto ou fenômeno que está sendo abordado.
  3. É definido de acordo com os objetivos e características da pesquisa, pois o que se entende por contexto varia e pode se referir a uma organização, um lugar, uma comunidade ou uma cultura.
  4. Permite que o projeto faça sentido, pois graças ao quadro contextual, a pesquisa pode ter uma forma mais clara e objetivos mais precisos podem ser estabelecidos.
  5. Ele tende a ir do geral ao particular, abordando o panorama de forma ampla e depois indo para pontos mais específicos.
  6. Requer visitar bibliotecas e obter informações de diferentes fontes bibliográficas onde se pode obter informações especializadas.
  7. Indica de forma geral alguns autores e material bibliográfico que já abordaram o tema que está sendo investigado, levando em consideração os métodos e procedimentos já utilizados.

Importância da estrutura contextual

A estrutura contextual fornecerá ao leitor as informações necessárias para entender o contexto em que o tema da tese é desenvolvido. Da mesma forma, ajudará o leitor a avaliar os resultados da tese em relação a outros estudos realizados sobre o mesmo tema.

Como fazer o quadro contextual?

Para criar um quadro contextual, você pode seguir uma série de etapas descritas abaixo:

  1. Delimitar o tema principal da pesquisa ou tese, a fim de delimitar as circunstâncias e geografia onde será analisada e o que ela implica. Definir isso permite esclarecer os objetivos gerais do projeto e também alguns mais particulares.
  2. A segunda etapa consiste em esclarecer elementos específicos, relacionados ao meio ambiente ou às pessoas que fazem parte da investigação. Aqui devem ser analisados ​​aspectos particulares que permitam uma maior contextualização do tema principal, o que resulta na escolha de um método de trabalho e das ferramentas necessárias para o caso em questão.
  3. Finalmente, você deve fornecer argumentos personalizadostendo em conta os objetivos e o âmbito da investigação, passar à fase em que devem ser aplicadas as ferramentas e metodologias mais adequadas ao estudo de caso.

Exemplos de quadros contextuais

1. Estrutura contextual do projeto sobre poluição ambiental

O projeto analisará a poluição ambiental, com base na recomendação de redução das emissões de gases de efeito estufa em todo o mundo, para melhorar problemas importantes decorrentes desse tipo de poluição. Serão consideradas as soluções propostas na Convenção-Quadro das Nações Unidas em 1992 e ratificadas no Protocolo de Kyoto em 1997.

Para esta análise, serão pesquisados ​​os documentos internacionais relacionados à aplicação dessas medidas, a fim de identificar quais países estão cumprindo com a redução de gases de efeito estufa, quais descumpriram os acordos e quais os cumpriram parcialmente.

A intenção da pesquisa é identificar claramente as áreas de oportunidade para melhorar a situação ambiental, levando em consideração as soluções já propostas na Convenção-Quadro, buscando também uma proposta própria para dar continuidade ao que ficou pendente nos países desenvolvidos. países em transição que assinaram o protocolo de Kyoto.

2. Estrutura contextual do projeto nas redes sociais

O projeto analisará como as redes sociais se relacionam com a formação da identidade e a vida cotidiana dos jovens mexicanos. Além de ver as redes sociais como uma ferramenta ou plataforma tecnológica, buscaremos entender como seu uso determina e influencia de maneira importante a maneira como os jovens no México se desenvolvem em sua vida cotidiana, com amigos, familiares e no meio ambiente. , tanto dentro como fora da rede.

Para esta investigación se tomarán en cuenta las principales redes que se utilizan en México, por parte de la población adolescente: TikTok, Twitter, Facebook e Instagram, definiendo el tipo de interacciones que ocurren en cada red social y el perfil de las personas que participan nela.

Com base em entrevistas com usuários de redes sociais, análises anteriores de trabalhos como o de De la Torre & Fourcade (2012) e monitoramento do conteúdo das referidas plataformas, pretende-se estabelecer quais aspectos das relações virtuais influenciam o cotidiano dos adolescentes e como, encontrando aquelas pontes que conectam o mundo virtual com o real.

3. Projeto sobre mudanças climáticas

Este projeto visa analisar os efeitos das mudanças climáticas em áreas glaciais, particularmente na Antártica, entendendo como um fenômeno global impacta áreas específicas, desencadeando uma série de consequências tanto para os microclimas quanto para as espécies animais que habitam a região, incluindo a espécie humana.

Serão levados em conta relatórios científicos, retomados pela Agence France-Presse (AFP) e citados por diversos meios de comunicação internacionais, sobre a diminuição da calota polar na Antártida, que analisam as anomalias ocorridas na região nos últimos séculos, gerando conclusões atualizadas sobre o estado atual do gelo na região.

A pesquisa busca deixar claro que essas mudanças climáticas têm a ver direta ou indiretamente com as atividades humanas, que vêm modificando progressivamente a atmosfera de todo o planeta. Da mesma forma, busca-se fazer uma projeção para 50 anos, sobre os possíveis efeitos na Terra, derivados de todas as mudanças que estão sendo registradas na Antártida.

Referências

  1. Como escrever a perspectiva contextual em uma proposta de pesquisa? Extraído de editage.com
  2. (PDF) Quadros contextuais e suas implicações argumentativas. Extraído de researchgate.net
  3. Exemplos de propostas de pesquisa | Universidade de York St John. Retirado de yorksj.ac.uk