HomePtNotíciaO que procurar em um monitor de jogos

O que procurar em um monitor de jogos

- Advertisement -
- Advertisement -
- Advertisement -
- Advertisement -


Gorodenkoff / Shutterstock.com

Um bom monitor de jogos é mais do que apenas uma tela bonita. É um equipamento sério que afeta seu jogo, assim como um mouse ou teclado. Portanto, antes de comprar um novo monitor de jogos, você precisa saber quais especificações e recursos são importantes.

Observe que sua placa gráfica também desempenha um papel nessa conversa. Se você estiver usando uma GPU relativamente fraca, talvez não obtenha os benefícios de um monitor com uma taxa de atualização extrema de 120Hz ou resolução de 4K.

Taxa de atualização e tempo de resposta

Os jogadores competitivos tendem a ficar obcecados com a taxa de atualização e o tempo de resposta de seus monitores. Essas especificações afetam a clareza e a velocidade de seus jogos, permitindo que você reaja rapidamente à ação na tela. Indiscutivelmente as especificações mais importantes em um monitor de jogos.

  • Frequência de atualização: o número de vezes que um monitor atualiza sua imagem a cada segundo. Uma taxa de atualização superior a 60 Hz fornecerá uma experiência notavelmente suave e clara, especialmente em jogos de ritmo acelerado. (Você não notará esse benefício se um jogo estiver rodando a menos de 60 FPS.)
  • Tempo de resposta: o tempo que leva para o monitor mudar de uma cor para outra. Um tempo de resposta rápido de menos de 10 ms minimizará o desfoque e os fantasmas. Também o ajudará a colher os benefícios de uma taxa de atualização rápida.

O monitor médio do computador roda a uma taxa de atualização de 60Hz, o que é um pouco lento para jogos competitivos (mas bom para jogos casuais). Sugerimos que os jogadores usem um monitor de 120Hz ou 144Hz; Ambas as opções são baratas e oferecem uma vantagem competitiva, reduzindo o desfoque de movimento, aumentando a clareza e permitindo que você veja a ação em ritmo acelerado quadro a quadro.

Um monitor de jogos com uma taxa de atualização superior a 144Hz provavelmente não vale o dinheiro. Pelo menos, não até que você seja um entusiasta que possa dizer a diferença entre taxas de atualização extremas.

Você também deve prestar atenção à tecnologia de taxa de atualização adaptável que um monitor oferece. A taxa de atualização adaptável, que normalmente funciona com G-Sync ou FreeSync, reduz o rasgo da tela e outras falhas gráficas ao sincronizar a taxa de atualização de um monitor com o FPS de um jogo. Ambos os padrões são funcionalmente idênticos, embora o G-Sync faça com que um monitor custe mais dinheiro e exija uma GPU NVIDIA para compatibilidade total. FreeSync é um padrão aberto suportado pela maioria dos hardwares, por isso geralmente é a opção mais barata e intuitiva.

Quanto ao tempo de resposta de um monitor; procure 5 ms ou menos. Seu monitor médio tem um tempo de resposta de 10ms, então a atualização para 5ms é bastante substancial. (Alguns monitores anunciam um tempo de resposta de 1 ms, mas monitores um pouco mais lentos são muito mais acessíveis e oferecem uma experiência semelhante.)

Observe que a taxa de atualização e o tempo de resposta geralmente são uma compensação para resolução, contraste, precisão de cores e outras especificações. Isso é especialmente verdadeiro para monitores OLED, que são mais lentos que seus equivalentes LCD (a menos que você gaste uma fortuna, é claro).

HyperX Armada 27

Um monitor QHD de 27 polegadas, 1440p, 165Hz que vem com um braço de monitor para jogos sem desordem, na tela e em sua mesa.

Brilho, contraste e cor

Um jogador em seu monitor de jogos muito brilhante.
Ivan Acedo / Shutterstock.com

É difícil identificar inimigos, objetos ou ambientes no jogo quando o monitor está escuro ou desligado. Depois de encontrar um monitor de jogos com taxa de atualização e tempo de resposta rápidos, verifique se ele oferece classificações de brilho, contraste e cores decentes.

A maioria dos monitores de jogos econômicos é frustrantemente fraca. Seu brilho fica entre 100 e 250 nits, o que simplesmente não é brilhante o suficiente para uso diurno. Idealmente, você deve encontrar um monitor de jogos classificado para pelo menos 300 nits. (A maioria dos monitores HDR básicos pode produzir uma imagem de 400 nits ou mais. Se você joga regularmente em uma sala iluminada, considere comprar um monitor HDR.)

Claro, se você jogar apenas no escuro, uma tela escura não é grande coisa. Você pode até desligar a luz de fundo de um monitor para reduzir o cansaço visual – seus olhos vão agradecer!

E embora possa não parecer importante, o contraste desempenha um papel importante na forma como você experimenta um jogo. O “contraste” de um monitor descreve a precisão com que ele pode reproduzir cores escuras ou pretos. Quando um monitor tem baixo contraste, os inimigos podem se misturar aos fundos ou ambientes escuros podem parecer túneis cinzas vazios.

A maioria dos jogadores procura um monitor com uma taxa de contraste de 1000:1, pois esta é a opção mais realista ao comprar uma tela LCD com alta taxa de atualização e tempo de resposta. Taxas de contraste inferiores a 750:1 ou 500:1 devem ser evitadas (um monitor OLED fornecerá o melhor contraste, mas telas OLED com alta taxa de atualização são proibitivamente caras).

Quanto à cor de um monitor, bem, você não precisa de nada muito extremo para jogar. Como todos os jogos para PC são projetados para sRGB, você pode pular as configurações de cores extremas geralmente preferidas por artistas ou fotógrafos. Tudo o que você precisa é de um monitor com cobertura entre 95% e 100% sRGB. (Um monitor com cobertura 100% sRGB fornecerá a reprodução de cores mais precisa durante os jogos.)

Observe que a maioria dos monitores requer algum ajuste para reproduzir as cores com precisão. O fabricante do seu monitor pode oferecer um perfil de cores para ajudar a realizar o trabalho.

Resolução e tamanho da tela

Diagrama mostrando a diferença entre as resoluções HD, 4K e 8K.
Kaspars Grinvalds / Shutterstock.com

As telas dos computadores modernos contêm pixels distintos, pequenos pontos que trabalham juntos para produzir uma imagem. Quando medimos o número de pixels horizontais e verticais em um monitor de computador, obtemos a “resolução” da tela. Um monitor 1080p, por exemplo, tem uma resolução de 1920 × 1080 (ou seja, 1920 pixels na horizontal e 1080 pixels na vertical).

Um monitor de alta resolução contém uma tonelada de pixels, que você pode usar para produzir uma imagem mais detalhada, nítida e clara. É por isso que os monitores QHD (1440p ou 2K) e UHD (4K) continuam a crescer em popularidade; eles ficam ótimos, especialmente quando estão jogando.

Aqui está o problema; é difícil encontrar um monitor de alta resolução com taxa de atualização ou tempo de resposta rápidos. E a menos que você tenha uma GPU ridiculamente poderosa, seu PC provavelmente não pode produzir vídeo 4K a 144Hz.

A maioria dos jogadores deve ficar com um monitor 1080p e priorizar as coisas que realmente importam: taxa de atualização, tempo de resposta, contraste e brilho. Caso contrário, você pode se deparar com um monitor de jogos que excede os recursos do seu PC (e sua carteira).

Agora, em algumas situações, um monitor de jogos de alta resolução pode fazer sentido. À medida que o tamanho de um monitor aumenta, os pixels se afastam um do outro, reduzindo a nitidez e a qualidade da imagem. (Esse fenômeno é chamado de “densidade de pixels” e geralmente é descrito por uma medida de PPI ou “pixels por polegada”.)

Telas excepcionalmente grandes (32 polegadas ou mais) podem parecer bastante desfocadas em 1080p, mas ficam muito melhores em resolução de 1440p, 2K ou 4K. Você deve considerar seriamente uma tela de alta resolução se quiser uma tela grande. (Observe que os monitores 1440p e 2K geralmente usam resolução idêntica. Os fabricantes gostam de se complicar com nomes.)

Também devo salientar que a tecnologia de upscaling, como NVIDIA DLSS, pode ajudá-lo a jogar em 4K com impacto mínimo em sua GPU. Muitos jogos populares suportam DLSS, embora exija uma GPU NVIDIA RTX.

Telas planas, curvas ou ultra largas

Monitor Samsung Odyssey Ark de 55 polegadas
Samsung

Pode parecer estranho, mas o formato do seu monitor de jogos pode afetar a jogabilidade. E para explicar esse fato, precisamos observar as diferenças entre monitores “planos” padrão, curvos e ultrawide.

Os monitores de jogos ultra amplos proporcionam uma experiência de jogo incrível e imersiva. Como o nome indica, os monitores ultrawide são alguns centímetros mais longos do que a tela média – eles usam uma proporção de 21:9, em oposição à proporção padrão de 16:9 (que é um aumento de 33% na largura).

Notavelmente, essa proporção de 21:9 pode dar a você uma vantagem em títulos multiplayer. A maioria dos jogos que suportam uma proporção ultrawide mostra mais coisas no lado esquerdo e direito da tela, incluindo oponentes.

Os monitores de jogos curvos pegam o mesmo campo de visão ultra-amplo e o envolvem em sua cabeça. Eles proporcionam uma maior sensação de imersão e o design envolvente pode reduzir a distorção visual. Infelizmente, o problema é que os monitores curvos só funcionam quando você está sentado no “ponto ideal”. Eles também são bastante caros.

A maioria dos jogadores provavelmente deve ficar com um monitor básico 16:9 com tela plana. Não vai custar uma fortuna e cabe confortavelmente na sua mesa. Mas se você estiver disposto a gastar algum dinheiro extra, vale a pena dar uma olhada em um monitor ultrawide ou curvo.

Portos, entradas e saídas

Uma mão segurando um cabo HDMI.
Alexandre / Shutterstock

Você só pode usar uma única porta no seu monitor de jogos. Ainda assim, você deve tentar encontrar um monitor com uma seleção decente de conectores de vídeo. Isso não apenas lhe dará a opção de usar várias portas de vídeo (talvez você queira conectar um console de jogos à sua mesa), mas também garante que uma porta danificada não arruine sua vida.

Para jogos, o DisplayPort deve ser seu cabo de vídeo preferido. Isso ocorre porque o DisplayPort oferece mais largura de banda do que HDMI: baixa latência, suporta padrões de vídeo de alta qualidade e, ao contrário do HDMI, suporta ambas as coisas FreeSync e G-Sync (HDMI só funciona com FreeSync). O DisplayPort também permite conectar monitores em cadeia, eliminando a necessidade de conectar cada cabo de vídeo ao seu PC.

Observe que o USB-C possui um “Modo alternativo DisplayPort” para transferência de vídeo. Se você possui um laptop ou GPU para jogos com saída de vídeo USB-C, considere comprar um monitor de jogos USB-C. Você obterá todos os benefícios do DisplayPort com um cabo menor e mais fino. (Eu recomendo encontrar um monitor USB-C com carregamento de passagem se você estiver usando um laptop para jogos.)

Se você não pode usar DisplayPort ou USB-C, HDMI é obviamente sua próxima melhor opção. No momento da redação deste artigo, o padrão HDMI mais recente (HDMI 2.1a) pode transferir vídeo 4K 120Hz com FreeSync. (É claro que seu monitor e PC devem suportar HDMI 2.1a para obter esses benefícios.)

Alguns monitores de jogos oferecem portas legadas como DVI e VGA, que são essenciais para jogos ou computação retro. Além disso, você pode descobrir que um monitor de jogos possui várias portas USB; essas portas geralmente atuam como um hub USB, embora possam exigir um PC com conectividade Thunderbolt.

- Advertisement -
- Advertisement -
Stay Connected
16,985FansLike
2,458FollowersFollow
61,453SubscribersSubscribe
Must Read
- Advertisement -
Related News
- Advertisement -
%d bloggers like this: