HomePtLÍNGUA E LITERATURAo que são, características, estrutura, tipos e exemplos

o que são, características, estrutura, tipos e exemplos

- Advertisement -
- Advertisement -
- Advertisement -
- Advertisement -

[ad_1]

Prólogos, prefácios e introduções são exemplos de textos introdutórios. Com licença

O que são textos introdutórios?

o textos introdutórios são os textos com os quais um livro começa e sua principal função é apresentar a obra e o autor. É o precedente ao corpo do livro e pode ser escrito pelo autor, editor ou qualquer terceiro que tenha conhecimento do assunto do livro.

Eles explicam as características fundamentais da obra e estimulam o leitor a mergulhar no texto. Os textos introdutórios de romances são sempre caracterizados por deixar elementos à curiosidade do leitor.

Esses textos de abertura também são chamados de documentos preliminares à construção teórica. Eles explicam brevemente a razão pela qual a obra foi escrita, a forma como foi escrita, o contexto e as ideologias implícitas.

Características dos textos introdutórios

– Apresentam ou introduzem o trabalho e sãoa é sua função principal.

– Orientam o leitor sobre o conteúdo e suapara localizar o leitor sobre o tema a ser desenvolvido.

– Justificam a finalidade do trabalho, ou seja, dum relato das razões ou motivos que levaram o escritor a desenvolver o livro.

– Indicam superficialmente as fontes de informação e os autores que serviu de suporte para o trabalho. Isso está detalhado na bibliografia.

– Alertam sobre as modificações feitas nas edições anteriores, e textos introdutórios mostram quais partes foram alteradas e por quê.

– Agradecem aos colaboradores do trabalho, pois tambémServem para destacar o trabalho de pessoas que, embora não sejam autores diretos, ajudaram na sua realização.

– São textos que buscam ser atrativos, empatizar com o leitor e atraí-lo para a leitura.

Estrutura dos textos introdutórios

Quase todas as obras ou livros possuem textos introdutórios, eles são estruturados para que o leitor tenha uma ideia básica do assunto e o motive a continuar lendo.

Embora os textos introdutórios tenham uma estrutura e propósitos comuns, eles podem ser localizados especificamente com vários nomes, podem ser: prólogo, prefácio, estudo preliminar, apresentação e introdução.

A ideia central de todos eles é apresentar um breve resumo do conteúdo principal da obra. Embora os termos apresentados não sejam sinônimos, eles podem contar como textos introdutórios. A maioria dos textos introdutórios tem a seguinte estrutura:

Título: É a parte externa e visível do livro. Os títulos referem-se ao conteúdo e tentam resumi-lo.

Resumo: o resumo é um dos melhores exemplos de texto introdutório, nele o conteúdo do trabalho é abreviado e especificado. Os resumos não podem ser usados ​​para interpretar, analisar ou criticar a obra ou o escritor. Os editores geralmente exigem resumos que não são muito longos, estimam-se entre um e dois parágrafos para isso.

Resumo: o abstract é o mesmo abstract mas em inglês. O resumo é traduzido para o inglês para que as pessoas desse idioma possam ver do que se trata o livro e, caso se interessem, recorram a uma tradução.

Dedicação: não é obrigatório. Mas se o autor quiser colocá-lo, pode ir na página seguinte ao título. As dedicatórias geralmente incluem linhas curtas e são justificadas à direita. Destinam-se a pessoas, instituições e a quem o autor julgar pertinente.

Tipos de textos introdutórios

Prefácio

Vem do grego “pro”, que significa “antes”, e de logotipo, que significa “fala”. É uma nota que está sempre no início do trabalho. O prólogo pode ser limitado a diferentes gêneros, incluindo literário ou jornalístico. A ideia do prólogo é facilitar a compreensão do texto.

Na maioria das vezes são elaboradas pelo autor da obra para explicar o que sob seus olhos é o conteúdo fundamental. Outras vezes os prólogos são escritos por pessoas renomadas que endossam a obra, e é um símbolo de reconhecimento entre os escritores.

Apresentação

É uma das formas de exibir informações com base em dados e resultados da pesquisar. A apresentação é explicitamente dirigida ao leitor e muitas vezes tem o objetivo de dedicar e agradecer a terceiros.

As apresentações geralmente mostram informações sobre como o livro foi feito, bem como por que e quão útil ele é para os leitores.

Introdução

O escopo do trabalho é descrito na introdução e um breve resumo do mesmo é dado. Algumas introduções mostram antecedentes importantes.

Ao ler a introdução, o leitor “prefigura” o tema. As introduções aparecem em todos os trabalhos de pesquisa e livros, e de todas as formas de textos introdutórios estes são os mais recorrentes.

Prefácio

No prefácio, o autor costuma indicar suas intenções e objetivos com o conteúdo da obra. Outros autores, especialmente em gêneros literários, os utilizam para introduzir o romance narrando um segmento de seu conteúdo como parte da trama.

Objetivos dos textos introdutórios

Como ficou claro, os textos introdutórios pretendem iluminar o leitor sobre a obra. É a primeira oportunidade que o autor tem de captar o interesse do leitor e defender o mérito do mesmo.

Muitos prólogos oferecem chaves para a correta interpretação da obra. O breve perfil que se faz deve ser claro, breve, eloquente e intrigante, se se tratar de literatura.

Por fim, relatam a trajetória e os méritos que o autor da obra tem para fortalecer na mente do leitor que o escritor é uma pessoa com experiência e que, em virtude de sua formação, a leitura promete.

Exemplos de textos introdutórios

– “Neste romance o leitor encontrará todos os elementos do romance policial, mas de um ponto de vista mais emocional do que científico. É uma obra que mantém o suspense até a última palavra” (prólogo).

– “O objetivo deste livro é apresentar os últimos avanços na tecnologia espacial e como ela mudou nos últimos 20 anos” (introdução).

– “Usei minha própria experiência de vida como inspiração para escrever esses poemas. Não pretendo outra coisa senão comover, da forma mais literal, o leitor, e que ele se identifique com sentimentos, se quiserem, universais” (prefácio).

Referências

  1. Prefácio. Recuperado de es.wikipedia.org.
  2. textos introdutórios. Recuperado de es.scribd.com.
  3. Flores, M. (2014). textos introdutórios. Recuperado de prezi.com.
  4. Navarro, M. (1996). Processos criativos para a construção de textos: interpretação e composição. Editora Magistério. Colômbia.

[ad_2]

- Advertisement -
- Advertisement -
Must Read
- Advertisement -
Related News
- Advertisement -