HomePtVida positivaYoga e meditação impulsionam uma gravidez feliz

Yoga e meditação impulsionam uma gravidez feliz


Quais informações você encontrará neste artigo? 👇

O segredo para uma gravidez feliz ainda não foi escrito, mas ela parece saber disso. Não existe uma fórmula secreta para as gestantes seguirem com cuidado. Cada mulher é diferente, então cada um de nós tem que aprender a ouvir o que precisamos dentro de nós mesmos.

o meditação e ioga são duas das ferramentas que podemos usar para nos conectar com nosso bebê quando ele está crescendo em nosso úteroe essa conexão nos levará a viver a maravilhosa experiência da gravidez da melhor maneira possível, pelo menos é o que pensa Akasha Kaur, uma doula mexicana e formadora de ioga, que dedicou grande parte de seu trabalho a orientar gestantes ao longo do processo mágico de criar uma vida.

É importante que a mãe entre em um estado de calma e entenda que a gravidez é algo natural, que nos faz mudar nossa forma de comer, dormir, andar. Entendendo que você tem um ser dentro de você, a mãe deve ficar feliz e pensar em desenvolver uma gravidez feliz.

Meditação: a melhor ferramenta para controlar a ansiedade

Akasha fala com emoção sobre o processo de gravidez, ela sabe muito bem o que é ser mãe e aos poucos foi sendo orientada a orientar as mulheres a viverem essa experiência como uma benção e não como uma doença.

Esse impulso a levou a dar aulas de ioga para gestantes e a se credenciar como doula, mulher que acompanha a mãe durante o parto e atende a todas as suas necessidades para diminuir o estresse que ela possa sentir. Mas quando perguntada sobre como lidar com a ansiedade na gravidez, ela responde com um verbo: meditar. E acrescenta:

A meditação faz milagres na mãe. Se você se acostumar a fazer uma meditação todos os dias por pelo menos 3 minutos, garanto que sua vida mudará radicalmente.. Eles precisam se acalmar e perceber o estágio transcendental que estão vivenciando e ouvir as mensagens da alma para saber o que fazer.

Como a meditação consegue acalmar a ansiedade?

– A ansiedade é causada pelo medo do que está por vir. Aconselho-te a praticar o hábito da meditação, porque acalma a tua mente, consegue silenciar os pensamentos e começas a ouvir a voz da alma. Uma mulher que confia em sua intuição não precisa pedir conselhos, mas ouve sua alma e é isso que a acalmará.

E como alguém que nunca fez isso consegue meditar? Não é difícil?

– Bem, para quem está começando a meditar, três minutos não são suficientes. A primeira coisa a entender é que a meditação não é um esvaziamento da mente, mas um processo de limpeza da mente. É como se você tivesse um cômodo em sua casa onde guardamos coisas, e um dia você vê que o cômodo está saturado e decide limpá-lo. Com a meditação, você começa a tirar as coisas e descartar ou reorganizar seus pensamentos sem se prender a nenhum deles.

Por que isso é importante na gravidez?

– As mães precisam tirar todas as coisas que estão armazenadas em suas mentes para encontrar a calma. O detalhe é não se prender a pensamentos, para que aos poucos você consiga manter a concentração na respiração. Essa respiração deve ser focada no ar que sai do bebê no útero e no ar que entra no bebê. Uma conexão incrível é criada lá.

E a ioga é um tipo de meditação?

– Bem, a ioga que praticamos com nossas mães grávidas é praticada com os olhos fechados e todos os movimentos começam com a respiração. No momento em que você fecha os olhos, você está automaticamente conectado a você e ao seu bebê. Esta é uma maneira de meditar, concentrando-se na respiração.

O carrossel de humores em mulheres grávidas

mulher grávida desenhando um coração com as mãos

Para Akasha, as mulheres grávidas mudam constantemente de humor devido ao grande número de terminações nervosas presentes no umbigo.

Se algo pode se tornar comum em mulheres grávidas, é a constante mudança de humor durante a gravidez. Muitos especialistas apontam que essas mudanças de humor estão relacionadas à variação dos níveis hormonais que são gerados ao longo do processo de gestação, mas Akasha tem outra explicação para isso.

No umbigo passam 72 mil terminais nervosos no umbigo, então conforme nossa barriga cresce, os terminais são colocados na superfície. Desta forma, qualquer toque nos faz mudar nosso humor.

E então o que acontece quando a barriga aumenta cada vez mais?

– O que acontece é que suas emoções estão na superfície total, então ficamos mais sensíveis, choramos, podemos sentir que tudo é muito difícil para nós e achamos que o marido não nos ama mais porque somos gordas e depois somos feio. A) Sim podemos estar muito felizes em um momento, e em outro ter muita vontade de chorar.

O que acontece então se não administrarmos essas emoções?

– O que acontece é que, se não aprendermos a administrar essas emoções por meio da meditação, podemos estar influenciando o comportamento do nosso filho. Tudo o que uma futura mãe faz, ouve, olha e diz, até o que ela pensa, fica impresso no subconsciente do bebê e formará seu caráter e personalidade quando adulto, então ficar com raiva de algo estúpido faz nosso bebê aprender a emoção da raiva desde o útero.

O momento do parto: a magia de ver seu bebê

bebê recém-nascido um novo amor para uma mãe

Aquele momento em que uma mãe vê seu bebê pela primeira vez é muito importante

Ter uma gravidez feliz será um fato importante para que o parto seja também uma experiência prazerosa.. Muitas mulheres, principalmente as principiantes, têm medo do parto e da dor que pode ser sentida, mas Akasha ressalta que isso nada mais é do que um processo natural para o qual todas as mulheres estão preparadas e do qual não devemos ser privadas quando tivemos uma cesariana.

“O parto é um evento harmonioso onde pela primeira vez você tem seu bebê nos braços. É a primeira batalha que o ser humano tem, e não permitir é não permitir que o bebê mostre que é capaz”.

Mas então por que o número de cesarianas aumentou?

– A cesariana foi criada para salvar vidas. Se a vida do bebê ou da mãe estiver em risco, uma cesariana deve ser realizada, mas infelizmente tem sido o motivo de muitos médicos fazê-lo sem levar em consideração que o parto e o parto são completamente naturais.

E o que podemos dizer para as mulheres que buscam essa opção para evitar a dor?

– Se as mulheres pensam que se a cesariana doer menos, enganam-se. Em uma cesariana a barriga é cortada e a convalescença é muito maior. Trazer um bebê ao mundo por cesariana não é natural, se fosse, então teríamos um fechamento para o bebê sair, e não é.

Mas… Todas as entregas são boas?

– Eles deveriam ser. Todas as mulheres devem passar por um parto humanizado. O parto humanizado é quando eles permitem que a mãe seja a protagonista do parto, permitindo que ela escolha a posição que quer, deambular pelo local, tomar banho, fazer ioga, ser acompanhada pelo companheiro ou pela doula.

Em um parto humanizado, o recém-nascido é colocado no peito da mãe e o cordão umbilical não é cortado até que ele pare de bater e após o bebê se acalmar e olhar para a mãe pela primeira vez, ele é cortado. É um momento de conexão que não deve ser interrompido por nada.

E o que fazemos se queremos uma coisa e nosso médico outra?

É muito simples. Assim como pedimos vários orçamentos para arrumar a casa, você tem que fazer o mesmo com o médico. Se as respostas do ginecologista não o convencerem, então você deve procurar outro.

Há uma frase da ginecologista Michelle Odam que uso muito e com a qual concordo plenamente:

“Para mudar o mundo, você deve primeiro mudar a maneira como você nasceu”.

Se você quiser entrar em contato com Akasha Kaur, participe de seus workshops e aulas sobre gravidez feliz, ioga e meditação. você pode obter mais informações em:
https://www.facebook.com/elclubdelembarazofeliz/
https://www.pregnancyhappy.com/

Must Read

%d bloggers like this: